A IIoT (Internet Industrial das Coisas) é mais do que conectar todas as máquinas e mecanismos para facilitar o gestão dos operadores. Uma boa arquitectura IIoT, como a fornecida pela Schneider Electric, também é responsável por alcançar uma melhoria na eficiência energética em níveis que podem atingir e até exceder 50%.

A combinação de software, análise e digitalização de hardware na arquitectura da IIoT consegue capacitar os trabalhadores. Graças ao uso de dispositivos móveis, conectividade com a nuvem e análise de dados, são fornecidas informações em tempo real para ajudá-las a tomar decisões. Os activos são optimizados com dispositivos integrados ao fluxo de informações e que permitem a simples aquisição de dados. O controle inteligente também é oferecido, facilitando uma sólida integração entre tecnologias operacionais e informacionais que permitem melhores decisões a serem tomadas. Além disso, oferece maior segurança cibernética, gerindo tudo na rede e exigindo segurança extra.

Em escala industrial, a arquitetura da IIoT da Schneider Electric pôde aumentar a produtividade de uma propriedade agrícola industrial como a Blackhills Farm em Napier, Nova Zelândia, que conseguiu reduzir os custos em 50% num ano e consumindo menos água e electricidade.

Nesta instalação, a solução da IIoT conseguiu automatizar o sistema de irrigação, dando visibilidade ao status e desempenho do sistema, e ajudou a gerir a propriedade dentro da estrutura da regulamentação hidrográfica local. E tudo isso com base na nuvem, o que implicou uma instalação simples com um investimento muito pequeno em TI.

A conectividade dos diferentes produtos de software foi possível graças à arquitectura IIoT da Schneider. Com este sistema, no caso de uma falha de rede ou um atraso na re-aplicação de dados, o sistema a complementa com o seu software histórico integrado. Além disso, os dados são transformados em gráficos, painéis e notificações fáceis de entender, que os usuários podem consultar através de qualquer dispositivo conectado.

Com a parceria da Schneider Electric e da Microsoft para a criação da nuvem Azure, a irrigação pode ser monitorizada e controlada a partir de qualquer dispositivo móvel, melhorando a agilidade operacional, a eficiência e a sustentabilidade de toda a instalação industrial. Além disso, a gestão na nuvem e a arquitetura IIoT garantem que as informações sejam compartilhadas com rapidez e facilidade entre os funcionários, contratados e, no caso específico da Blackhills Farm, com os órgãos reguladores correspondentes.